Música

Efeito Fade

16 fevereiro 2018

Resenha #41 - As Crianças Invisíveis do Sinal Vermelho

Título do Livro: As Crianças Invisíveis do Sinal Vermelho
Autora: Oliver Fábio
Editora: OF
Páginas: 20
Sinopse:
Seis crianças com nomes de artistas americanos. Desigualdades sociais. Uma porção de inocência. O melhor biscoito recheado. Uma brincadeira de pique-esconde... e TERROR.









“As crianças são os únicos seres divinos que a nossa pobre humanidade conhece.”
- Eça de Queiroz

Cinco pequenas crianças, cinco irmãos. A clássica “escadinha”, onde o mais velho cuida do mais novo, mesmo o mais velho sendo ainda muito criança. Trabalham todos os dias no árduo sol, vendendo pipocas no sinal, para ajudar na pouca renda da casa. Vemos isso todos os dias nas cidades grandes, mas nunca paramos para pensar... O que essas crianças passam?

Esses pequenos anjos em especial tinham nomes de artistas famosos, cantores e isso só fazia contrastar mais com aquela realidade difícil e triste que se mostrava ali. Suas aparências surradas e muito abaixo do peso para crianças em suas idades, evidenciavam parte do dia a dia sofrido delas.

Em um dia de rebeldia, resolveram contrariar a ordem da mãe de irem direto pra casa depois do horário de venda no sinal e foram brincar. Mesmo com medo da surra certa que viria, eles foram aproveitar um dos poucos momentos de diversão que eles podiam compartilhar juntos. Mal sabiam eles que a brincadeira de pique-esconde revelaria uma coisa aterradora e aquelas cinco pequenas almas, correriam grande perigo.

"As Crianças Invisíveis do Sinal Vermelho" é um projeto do autor Oliver Fábio chamado Histórias Curtas, onde um conto é apresentado. Esse em particular traz um suspense que se passa com pessoas que vemos todos os dias espalhados nas grandes cidades. Mas paramos para pensar no que esses pequenos passam?

Eu ainda estou estarrecida com esse conto, inclusive com o final dele que mostra uma crueldade contida no ser humano assustadora.

Esse conto me fez chorar milhares de vezes e mesmo depois de ter lido a dias, ainda me pego digerindo o que li e o quão próximo isso tudo é da realidade, deve acontecer todos os dias. Mas as autoridades pouco se importam.

E nós? Em algum momento paramos para pensar na dura realidade de moradores de rua, inclusive crianças no nosso país? Muitas vezes viramos a cara, saímos andando apressados, ou simplesmente não reparamos.

De narrativa rápida e envolvente, logo me vi imersa na historia, ansiosa pela próxima linha. E com muita curiosidade. O conto muitas vezes me levou da tristeza profunda ao medo e a agonia.

Recomendado para pessoas que gostam de um suspense e terror bem pesados e ligados a realidade vivida por cada um de nós.

10 comentários :

  1. Não conhecia o projeto, mas fiquei mega curiosa para fazer a leitura deste conto. Ainda mais com esse desfecho que mencionou. Dica anotada, quero muito ter a oportunidade de ler.

    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa, nunca tinha visto esse conto por aí. Fiquei interessada. É literalmente meu número.
    Adoro livros que abordam temas que se confundem com a realidade e contos de suspense, terror, drama sempre me ganham!

    Obrigada pela dica.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Nossa, fiquei bem interessada. Imagino que deva ser uma leitura bem tocante, apesar de os protagonistas serem crianças. Espero ler qualquer dia e gostar também. Amei a resenha.
    Bjos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Nossa morro de pena de ler histórias onde crianças sofrem, mas confesso que esse eu queria muito ler, fiquei bastante curiosa.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bom?

    Ainda não conhecia esse livro, apesar de seguir o autor nas redes sociais. Infelizmente ainda não li nenhum de seus trabalhos, mas sua resenha me incentivou a colocá-lo na minha lista.
    Já sei que terei que deixar uma caixa de lenços ao meu lado, ainda mais que sou chorona mesmo. Mas não tem problema, já que é uma história que poderá me dar tapas na cara ao me mostrar a realidade. E sim, as vezes estamos tão acostumados com a nossa própria via, que esquecemos e não reparamos na vida em que as pessoas em situação de rua passam. Acredito que essa será uma narrativa que me tirará o chão e o fôlego mesmo, ainda mais por ser envolvente. Não vejo a hora de ler!

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Realmente muitas vezes não paramos para observar o que acontece ao nosso redor em nem prestamos atenção nas pessoas.
    Eu gosto muito de contos e esse em questão não conhecia.
    Não gosto muito de histórias com crianças, mas confesso que a curiosidade para saber com o que eles se deparam bateu forte aqui! :)

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  7. Oi! Não conhecia o autor ou suas obras, mas fiquei interessada neste conto. Achei a trama central, de crianças que trabalham num farol, super atual, diria até demais, porque vemos isso todos os dias nas cidades e na televisão. Gostei dele ter criado uma história pesada e cruel com algo que exite mas que nós ignoramos. Entrou pra lista de leituras!
    Bjoxx

    ResponderExcluir
  8. Oie!!
    Sua resenha me fez refletir a triste realidade dos moradores de ruas e dessas crianças que trabalham nos sinais de trânsito!! Entrou para a minha lista de leitura!!!
    www.garotasdevorandolivros.com

    ResponderExcluir
  9. Olá
    Um conto com tantas coisas boas assim precisa ser lido. Eu gosto quando as obras se aproximam da realidade e nos trazem lições desse estilo e amo um bom suspense, então, claro, preciso ler esse livro para ontem! rs
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Não conhecia o livro, mas achei a história interessante. Eu não costumo ler terror então acho que não seria uma leitura que faria imediatamente, tenho tentado mudar isso porque é o única gênero que não conheço, mesmo assim anotei a dica para ler um dia.

    Beijos,

    Rafa - Fascinada por Histórias

    ResponderExcluir