Música

Efeito Fade

25 dezembro 2017

Resenha #32 - Clichê

Título do Livro: Clichê
Autora: Carol Dias
Série: Clichê #1
Editora: Ler Editorial
Páginas: 282
Sinopse:
Marina Duarte está no vermelho. Dona de dupla graduação nas melhores faculdades públicas do Rio de Janeiro, seu sonho de construir a vida nos States não está funcionando.
Decidiu se mudar para ficar perto da tia, sua única família, mas a crise não está ajudando em nada sua cerreira.
Sem saber como pagar as contas do próximo mês, Marina aceita uma vaga de babá na mansão da família Manning. Ela só não podia imaginar que sua vida mudaria completamente, apenas por conhecer duas crianças e um chefe viúvo e gato, maravilhoso, cheiroso e gostoso, que precisa urgentemente de sua ajuda.

Olá literários e pessoas apaixonadas por livros!!!
Tudo bem com vocês??

Fim de ano chegando, férias bem aí e eu só tentando organizar minha vida e trazer as coisas bem direitinho para vocês ^^ Porém, não tá muito fácil!!! u.U

Hoje, enfim está saindo a resenha do livro Clichê da minha autora parceira linda e maravilhosa Carol Dias e olha em que dia maravilhoso a resenha está saindo no dia do Natal ^^ Antes de começar a falar desse livrinho, gostaria de agradecer a paciência e a compreensão dela e pedir sinceras desculpas pela demora.

"Descobri que a vida em si nem sempre é algo chato e maçante, mas é clichê."

Clichê primeiro livro da série de mesmo nome, escrito pela autora Carol Dias e lançado pela editora Ler Editorial. O livro foi indicado ao Prêmio Oceanos 2017 que é um prêmio que visa prestigiar e divulgar a literatura brasileira

"[...] isso é realmente importante para a história e a autora arrancou isso de mim."

O livro traz a história de Marina, ou como ela prefere ser chamada Nina (quando se é intimo do personagem é assim mesmo ^^)  uma ex estudante de Licenciatura em Música e Língua Portuguesa que vai para os Estados Unidos tentar a vida e ficar próxima da única família que tem, sua Tia Norma.

"Algumas pessoas, Nina, merecem muito de nós, porque dão muito de si. Outras querem muito de nós mas não estão dispostas a dar nada de si."

Porém, nada do que Nina planejou para sua vida está dando certo e quando ela se ver com inúmeras contas para serem pagas e perto de ser despejada de seu apartamento, ela se ver na situação de procurar por um emprego que não é o que planejava para si mesma (Okay, não pensem besteira com esse meu comentário!), afinal ser babá de duas crianças que perderam sua mãe cedo demais e ter um chefe bonitão que está com todas as suas feridas abertas não será a coisa mais fácil para se conviver.

 "Tudo nessa casa girava em torno dela. Pior: da perda dela."

Killian Manning é um empresário bem sucedido que perdeu sua esposa num acidente repentino na qual deixou inúmeras feridas em aberto, com dois filhos pequenos para criar e tendo que colocar sua vida nos eixos novamente, ele se ver na obrigação de contratar alguém que possa lhe ajudar com seus filhos (Dorian e Ally) e para isso ele irá precisar de uma babá.

"Precisávamos de uma babá e eu só contrataria uma quando soubesse que ela era perfeita para o cargo."

É a partir dessa necessidade de ambos os personagens que começa a se desenrolar o enredo de Clichê, que para mim me lembrou muito aqueles filmes gostosos da "Sessão da Tarde" em que a mocinha e o patrão se envolvem amorosamente.

"Killian não conseguia entender que existia um abismo entre ele e eu: Manning , multimilionário, era o chefe; Marina Duarte, morando de favor, era a babá."

A história é narrada em primeira pessoa pela personagem Marina, mas também tem alguns trechos inseridos em quem acaba narrando a história é Killian em que ele fala sobre seu relacionamento com sua esposa falecida (Mitche) e sua vida antes de Marina entrar nela.

"- Ninguém superou, Marina. Nem eu superei, mas eu estou tentando.
- Não vou ser aquela que você vai usar para superar sua ex-mulher."

Admito que no começo para mim a história estava fluindo bem, desde de como Marina estava a lidar com os pequenos Dorian e Ally (Que juro são umas fofuras!!! *-*) até o relacionamento que estava se desenvolvendo entre ela e Killian (Admito que vi química entre esse casal S2), mas chegou um momento não sei se isso se deu só pelo final ou antes disso em que eu sentir que a história acelerou um pouco e eu me vi como se tivesse sido corrida para chegar no fim.

"- Você está rindo - ele reclamou.
- Claro que não! - Fiz-me de ofendida. - Sorrir é bem diferente de rir.
- Não sorria. Ou vou fazer algo para tornar seus dias nessa sala ainda piores.
Não consegui segurar o riso.
- Algo tipo o quê?
- Sério, pare de rir.
- Algo tipo o quê, Manning? - Empurrei o ombro dele como o meu.
- Algo como beijá-la."

Uma das coisas que me chamou muita atenção e que me encantou foi as cenas em que as músicas eram introduzidas, pois em determinados momentos em que parecia que faltava palavras para descrever um determinado momento que o personagem tinha que expressar o que estava sentindo aparecia ali uma música que tinha uma força enorme e tenho que parabenizar por ter Coldplay nesse meio *-*

"- Tente Frozen. Acho que os dois gostam bastante. - Ele ficou pensativo e nós vimos a turma de Ally vindo. - Dorian gostava de Coldplay."

Eu não falei muito do enredo da história, pois meu maior medo ao tentar escrever essa resenha era dar algum spoiler que entregasse o desenrolar dela e como ela é bem curtinha e rápida de se ler eu não quis arriscar. Porém, ao dar a nota para ele fiquei balançada entre o bom e o muito bom mas resolvi dar 3 estrelas pois existe um segundo livro da série em que esta tratará da história do Mimado Manning (Que sim já está na filinha de leitura) e que vocês só saberão quem é esse se lerem o livro ;) E eu super recomendo ler Clichê, principalmente para aqueles que querem sair de uma ressaca literária e querem ler algo gostoso e apaixonante pois este livro é muito amorzinho S2

9 comentários :

  1. parece ser um leitura bem tranquila e cativante, que bom que vc nao mandou spoiler rsrs
    vou ver se leio ele <3

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    O título já entrega que eu vou ler ele bem no futuro.Clichê,não consigo gostar de livros desse tipo e nem com muito romance.A história parece legal,mas nada que me admiraria muito.
    Beijos e Feliz Ano Novo

    ResponderExcluir
  3. Oiii tudo bem??

    É uma pena que que o livro tenho o lado bom e o ruim, eu já conhecia o livro, mas como não sou muito fã de romance e não curto muito clichês. É uma pena.
    Você fez o certo em ser sincera.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Nossa, acredita que não conhecia o livro? Fiquei curiosa e procurarei saber mais. Adorei a sua resenha e já quero ver a do segundo <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Isadora!
    Parece um livro bem fofo e clichê. Livro para relaxar depois de uma leitura tensa, né?
    Adorei sua dica e vou dar uma conferida no livro depois. ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas estou bem curiosa para conferir. A história tem jeito de ser bem amorzinho e por isso, vou anotar essa dica para conferir quando não estiver conseguindo ler devido a ressaca literária.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Olá! Tenho Clichê no Kindle e vai e vai entrar na minha lista de leituras esse ano. Acho a premissa super fofa e depois de ler sua resenha, fiquei mais curiosa ainda, está linda, beijos!
    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Não vou negar que adoro um bom clichê romântico, e gostei ainda mais que este foi direto e já deu o título assim rs.
    Espero que a continuação seja melhor né!

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  9. Oi Isa
    Eu simplesmente amei a sua dica. A história parece ser realmente muito gostosa de se ler. Ainda mais para mim que estou numa baita ressaca literária, essa parece ser uma excelente pedida para eu finalmente voltar aos eixos com as minhas leituras.

    Beijos!!
    Abobrinha com Chocolate

    ResponderExcluir